Sobrevivi à fome em caetés e vou encarar a vida, não vou fugir e eles têm que mostrar provas que errei, diz Lula - Remanso News
Remanso, Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

Sobrevivi à fome em caetés e vou encarar a vida, não vou fugir e eles têm que mostrar provas que errei, diz Lula

Por Souza Filho
07/02/2018 10:59

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou estar indignado com a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) e disse que vai brigar na Justiça para que seja reparada a sua inocência. “Eu estou indignado com o que fez o TRF4 e vou brigar na Justiça para que seja reparado porque sou inocente. Vou continuar acreditando nas instâncias superiores para o bem desse País”, declarou o líder petista, em entrevista a Rádio Jornal de Recife na manhã desta terça-feira (6). Alguns trechos da conversa foram reproduzidos por Lula em sua página oficial no Twitter.

“Quando eu disse que não respeito a decisão porque, se eu disse que respeito, a minha bisneta quando tiver 16 anos vai me chamar de covarde”, declarou.

Sobre a possibilidade de fugir do Brasil para evitar a prisão, argumento que foi usado por um magistrado de Brasília para autorizar a apreensão do passaporte de Lula, o ex-presidente afirmou que “a palavra fugir não existe na minha vida”. “Eu sou cidadão brasileiro e tenho orgulho de ser. Eu sobrevivi à fome em Caetés e vou encarar a vida”.

Na entrevista, o petista ainda alfinetou o juiz Sergio Moro, por conta do recebimento de auxílio-moradia: “E eu tenho um conselho: o povo brasileiro que não recebe reajuste agora já pode requerer auxílio moradia, como o Moro fez”.
Rádio Jornal Recife

DEIXE SEU COMENTÁRIO