Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
27.1 C
Remanso, BR
22 de março de 2019
Remanso News
  • Home
  • Notícias
  • Vacinação contra a febre aftosa começa nesta terça-feira (1º) na maioria dos estados
Notícias

Vacinação contra a febre aftosa começa nesta terça-feira (1º) na maioria dos estados

A vacinação de bovinos e búfalos contra febre aftosa começa nesta terça-feira (1º), em todos os estados e no Distrito Federal. A exceção é o Amapá, que concentrará a imunização no período de setembro a novembro, e Santa Catarina, onde a doença foi eliminada. De acordo com o Ministério da Agricultura, o pecuarista que descumprir a medida estará sujeito a autuação e multa, cujo valor varia conforme regras de cada unidade da Federação.

Segundo calendário do ministério, enquanto a maioria dos produtores do país ficará responsável por imunizar todo o rebanho bovino e bubalino, os pecuaristas do Acre, Espírito Santo e Paraná deverão vacinar, nessa primeira fase, os animais com idade até 2 anos, estendendo a imunização aos demais somente em novembro.

Em parte dos estados de Roraima, Rondônia, do Pará e Amazonas, o cronograma de vacinação foi iniciado em março e abril. No caso do Amapá, a imunização, programada entre os dias 5 de setembro e 15 de novembro, deverá contemplar bovinos e búfalos de todas as faixas etárias.

Auditores fiscais do ministério acompanham a cobertura vacinal, verificando, a partir de amostras de sangue, se os animais estão sendo realmente imunizados. Além dessa coleta, os fiscais também conferem a declaração de vacinação e a nota fiscal de compra apresentadas pelos produtores.

Em junho do ano passado, o governo federal já havia anunciado, com o objetivo de reduzir custos, a retirada do sorotipo C da vacina, após o Centro Americano de Febre Aftosa concluir que essa variedade do vírus não circula mais na América do Sul.

Caso o animal manifeste reações à vacina, como algum tipo de lesão vesicular ou sintomas como salivação excessiva e dificuldade de locomoção envolvendo manquejar do animal, o criador deve acionar imediatamente o serviço veterinário oficial.
Agencia Brasil

Posts relacionados

Polícia Civil de Casa Nova recebe nova viatura do governo do estado

Redação Remanso News

Em Salvador, Moro recebe a medalha Tiradentes pela ADPF-BA

Redação Remanso News

Polícia Federal recebe dados e apura obstrução de investigação no caso Marielle

Redação Remanso News

Justiça derruba liminar que suspendia aumento de imposto sobre combustíveis

Redação Remanso News

TSE rejeita doações para campanhas por ‘vaquinhas’ de internet

Redação Remanso News

Após ameaça de roubo agência dos Correios de Campo A. de Lourdes é fechada

Redação Remanso News

Deixe um comentário