Remanso, Sábado, 22 de Setembro de 2018

Douglas Costa é diagnosticado com lesão e não viajará para Moscou

Por Souza Filho
24/06/2018 12:35

O médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, informou que o atacante Douglas Costa foi diagnosticado com lesão na coxa direita neste sábado (23/06). O atacante já iniciou o tratamento intensivo e não viajará para Moscou com o grupo. Douglas ficará em Sochi, onde a Seleção dispõe de grande estrutura, sob os cuidados da fisioterapia. O médico explica que a lesão foi de pequena gravidade, mas que não é possível prever uma data para o retorno do jogador.

“Ontem, ao final do jogo, o Douglas Costa se queixou de dor na região posterior da coxa direita. Ou seja, diferente do local da lesão com a qual ele se apresentou. Foi diagnosticado com uma pequena lesão muscular. Assim sendo, não viajará conosco, ficará em Sochi, onde temos uma estrutura adequada para ele se recuperar o quanto antes. Teremos um fisioterapeuta aqui. Ele vai continuar o processo de recuperação aqui, juntamente com o Danilo, que não viaja e faz trabalho de fisioterapia visando um trabalho de recuperação. Estamos otimistas com a participação dele ainda dentro da competição, dependendo claro do nosso desempenho dentro da Copa. Não estamos poupando esforços para que ele possa ainda nos ajudar nessa trajetória”, disse.

Rodrigo revelou a lesão de Douglas em coletiva de imprensa realizada logo após o treino deste sábado (23/06), no Centro de Mídia do CT brasileiro. O médico ainda detalhou a condição física do lateral Danilo, que ficou de fora do jogo contra a Costa Rica por conta de uma lesão no quadril.

“O Danilo teve uma lesão em músculo menor da região glútea, que faz girar o quadril. Por ser um músculo secundário, é uma lesão mais fácil de se recuperar”, explicou.

O médico afirmou que não é possível precisar uma data de retorno dos dois jogadores, mas que eles irão trabalhar intensivamente durante os próximos dias para voltarem ainda em tempo de ajudar a Seleção na Copa do Mundo.

“Não podemos dar dia de retorno para casos de lesão muscular. Estamos otimistas sobre a participação deles ainda na competição dependendo do nosso desempenho nas próximas etapas”, concluiu Rodrigo.
Fonte: CBF

DEIXE SEU COMENTÁRIO