Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
32.6 C
Remanso, BR
21 de setembro de 2019
Remanso News
  • Home
  • Brasil
  • Dilma assina medida provisória que mantém política de reajuste do mínimo
Brasil Destaque

Dilma assina medida provisória que mantém política de reajuste do mínimo

RTEmagicC_dilmaassina.jpg

Segundo ela, o envio de uma MP ao Congresso foi resultado do diálogo com senadores e deputados da base aliada

Ao assinar a medida provisória (MP) que estende a política de reajuste do salário mínimo até 2019, a presidente Dilma Rousseff disse que a decisão do governo é reconhecimento de que as ações de crescimento da economia não se dão “em detrimento do trabalhador”.

Segundo ela, o envio de uma MP ao Congresso foi resultado do diálogo com senadores e deputados da base aliada. Isso foi necessário porque a MP passa a vigorar com força de lei, o que permite trabalhar com as novas projeções, quando for analisado o Orçamento deste ano.

O Projeto de Lei 7.469/14, que tramitava no Congresso Nacional com o mesmo teor, foi retirado de pauta nesta terça-feira (24), após ter o texto-base aprovado, mas o governo não concordava com uma emenda que estendia a política de correção para os benefícios acima de um salário mínimo pagos pela Previdência Social.

A presidente lembrou que em 2011 outra medida provisória foi enviada ao Legislativo estendendo a política daquela época até 2015, e que agora era necessária essa ação por parte do governo. De acordo com ela, não há atropelo com relação aos parlamentares, porque o governo está fazendo algo que lhe é característico: o “direito de iniciativa em algo que gera despesa”.

“Agradeço aos senhores deputados aqui presentes e aos senhores senadores, representando a base aliada. Agradeço primeiro essa força para que a gente aprove e mande como medida provisória, medida de urgência com vigência imediata”, disse a presidenta.

Ao ressaltar que tem “consciência da importância” das centrais sindicais presentes na cerimônia de assinatura da MP (Nova Central Sindical dos Trabalhadores, União Geral dos Trabalhadores, Força Sindical e Central Única dos Trabalhadores), Dilma estendeu o agradecimento a todas as entidades sindicais, acrescentando que elas tiveram papel relevante na política de valorização do salário mínimo. “Foram todas as centrais que construíram essa política, e isso resulta também numa outra característica importante que deve ser o patamar do qual nós sempre vamos partir: o reconhecimento de que os movimentos sociais, as centrais e todos os movimentos que representam a parte organizada da população brasileira são muito importantes quando se trata de políticas sociais.”

Correio

Posts relacionados

Pagamento do 2º lote do PIS/Pasep é liberado para idosos

Redação Remanso News

DEM lança José Ronaldo candidato ao governo

Redação Remanso News

Amistoso da seleção Remanso na Cidade de Sento-Sé

Redação Remanso News

Grave acidente envolvendo dois veículos na estrada que liga Remanso a Campo A. de Lourdes

Redação Remanso News

Fabio Schvartsman pede afastamento da presidência da Vale

Redação Remanso News

INSS cria estratégia para agilizar concessão de benefícios

Redação Remanso News

Deixe um comentário