Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
23.6 C
Remanso, BR
23 de julho de 2019
Remanso News
  • Home
  • Remanso
  • Remanso: “Município ainda vai pagar farra com dinheiro de precatório do FUNDEB”
Remanso

Remanso: “Município ainda vai pagar farra com dinheiro de precatório do FUNDEB”

O dirigente do PC do B, candidato a prefeito em 2016, advogado e líder popular em Remanso, Marcos Palmeira, esteve na manhã desta quinta-feira (31/01) no estúdio da Rádio Comunitária Zabelê para falar sobre os precatórios do FUNDEB e orçamento municipal.

Em relação aos precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB, que substituiu o antigo FUNDEF, Marcos Palmeira leu a resolução do TCM – Tribunal de Contas dos Municípios, 1346/2016, determinando, logo no primeiro parágrafo, que “os recursos recebidos em decorrência de ação ajuizada contra a União, objeto de precatório, em virtude de insuficiência dos depósitos do FUNDEF, atual FUNDEB, referente a exercícios anteriores, somente poderão ser aplicados na manutenção e desenvolvimento do ensino básico, em conforme com o disposto na Lei federal”.

Esta é uma resolução de 2016, que o TCM emitiu alertado pelo uso indevido da primeira parte do dinheiro do FUNDEB que as prefeituras haviam recebido. Só que em Remanso o atual gestor, já acostumado no desrespeito às determinações da lei, pois, segundo ele “nada pega em mim”, está gastando 20 milhões e seiscentos mil reais, a segunda parcela do precatório que ele recebeu como quer e onde quer. Marcos Palmeira alertou para essa “farra, que vai custar muito caro ao município”.

“O temos assistido aqui em Remanso é uma farra do dinheiro. É uma farra que o município ainda vai pagar as consequências dessa irresponsabilidade do prefeito. Ele tem usado esse dinheiro do precatório para pagar a folha da saúde! Está pagando a folha do gabinete dele com esse dinheiro e a folha de outras secretarias! ”

Marcos Palmeira enfatiza que estes recursos usados pelo prefeito no pagamento de folhas é o menor mal: “12 milhões ele transferiu para uma conta da prefeitura e até agora não conseguimos rastrear onde ele gastou esse dinheiro! ”, garantindo que ele, os vereadores João do Pinga Pinga, Humberto, Didi e vai convidar o vereador Marechal, para apresentar ao TCM uma representação contra isso”.

O grande problema para Marcos Palmeira, “o pior de tudo isso são as consequências que o Remanso vai ter”: devolver esse dinheiro ao FUNDEBB, tirando dos repasses do ICMs e de outras receitas. Isso vai ser o caos em Remanso”.

Lembra Marcos Palmeira que a APLB tem uma ação pleiteando 60% deste dinheiro e que, se a Justiça der ganho de causa aos professores, de onde se vai tirar o que o atual prefeito gastou?

Diante de tanta irresponsabilidade, Marcos Palmeira diz que não vai esperar o TCM oferecer representação quando constatar o desvio da aplicação do precatório: “Nós vamos nos antecipar e oferecer ao Ministério Público Federal uma representação contra o prefeito”

Ascom/ PC do B Remanso

Posts relacionados

Remanso: Homem é condenado a quase 20 anos de prisão por homicídio qualificado e dupla tentativa

Redação Remanso News

Notícias da Cidade – Multidão prestigia encontro com o pré-candidato a deputado Isaac Carvalho em Remanso

Redação Remanso News

Preço do gás de cozinha tem novo aumento nesta quarta-feira (11) e pode chegar a R$ 75 por botijão em Remanso

Redação Remanso News

Notícias da Cidade – Ciclistas Remansenses se destacam em prova de ciclismo no Piauí

Redação Remanso News

Remanso: Confira as atrações do Réveillon 2019

Redação Remanso News

Remanso: Juiz proíbe divulgação de pesquisa de Marcos Palmeira (PCdoB) por irregularidades

Redação Remanso News

Deixe um comentário