Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
23.4 C
Remanso, BR
20 de maio de 2019
Remanso News
  • Home
  • Destaque
  • Nova vazão da barragem de Sobradinho entra em vigor no próximo dia 1º de maio
Destaque Sobradinho

Nova vazão da barragem de Sobradinho entra em vigor no próximo dia 1º de maio

A nova resolução da Agência Nacional de Águas (ANA), que fixa o novo patamar de vazão defluente dos reservatórios, entrará em vigor no próximo dia 1º. A informação foi confirmada durante a videoconferência promovida pela agência federal e garante melhores condições para os usos múltiplos das águas do Rio São Francisco, melhor qualidade da água e um alívio para o ecossistema, tão castigado nos últimos anos em virtude da seca severa que atingiu a sua bacia.

A nova resolução garante uma defluência mínima de 800 metros cúbicos por segundo (m³/s) no Baixo São Francisco até o final de novembro, e estabelece limites mínimos para os reservatórios, ou seja, 20% para o de Sobradinho, na Bahia e de 30% para Três Marias, em Minas Gerais. “Mas, a depender de alteração nas condições da bacia, esses percentuais podem ser alterados para baixo”, alertou o superintendente de Operações e Eventos Críticos da ANA, Joaquim Gondim. O documento que começa a vigorar no início de maio foi construído com uma ampla participação, a exemplo do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), universidades, sistema elétrico, governos estaduais, entre outros.

Todos os detalhes a respeito da nova resolução serão apresentados em videoconferência marcada para a terça-feira da próxima semana, dia 30. Na oportunidade, de acordo com Joaquim Gondim, serão discutidos pontos que ainda serão incorporados à gestão futura dos reservatórios.

O presidente do CBHSF, Anivaldo Miranda, avaliou como satisfatória as videoconferências promovidas pela ANA. “Essa é uma demonstração de que essa sala de situação pode ser replicada. Mostra-se eficiente e atende a Lei das Águas, com vistas a gestão compartilhada. O diálogo que aqui mantemos é a melhor maneira para reduzir conflitos”, resumiu Miranda. “O ano de 2019 nos permite respirar melhor, mantendo todos os cuidados para a preservação da bacia”, complementou o presidente do Comitê.

Ainda durante a reunião, a equipe do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) apresentou os dados hidrológicos referentes à bacia do Velho Chico, que apontam redução no registro de chuvas para os próximos dias, o que já era esperado, por ser o início do período seco da bacia, apesar do registro de precipitação no Baixo. A equipe do Cemaden mostrou que a bacia atingiu 95% da climatologia prevista para o período, ou seja, quase a totalidade da chuva prevista foi confirmada.

Edenevaldo Alves

Posts relacionados

De novo: Preço do gás de cozinha tem sexto aumento consecutivo desde junho

Redação Remanso News

Presidente do Constesf e secretários municipais de agricultura discutem projetos para desenvolvimento de comunidades rurais

Redação Remanso News

Confira a lista dos aprovados do processo seletivo HRJ

Redação Remanso News

Deputado federal eleito Professor Alcides sofre acidente automobilístico na BR-060

Redação Remanso News

Ministro do STF analisa legalidade de vistorias do Detran-BA

Redação Remanso News

LBV inaugura novas instalações de seu Centro Comunitário — Unidade Bonocô em Salvador

Redação Remanso News

1 comentário

Deixe um comentário