Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
30.5 C
Remanso, BR
16 de junho de 2019
Remanso News
  • Home
  • Notícias
  • Caixa anuncia plano de demissão voluntária para cortar 3,5 mil vagas em todo o País
Notícias

Caixa anuncia plano de demissão voluntária para cortar 3,5 mil vagas em todo o País

presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou um programa de demissão voluntária estimulada (PDVE) para desligar até 3.500 empregados. De acordo com a instituição financeira, 28 mil funcionários são elegíveis e podem aderir ao plano. A Caixa tem hoje 96.361 mil funcionários, dos quais 84.952 são empregados e 11.409 são estagiários ou aprendizes. 

iniciativa do banco público mira colaboradores que estão na matriz, em Brasília, e em escritórios regionais em todo o País. Empregados que atuam na rede de agências do campo não estão contemplados. O banco tem 4.170 agências e postos de atendimento em todo o País. O prazo de adesão será entre segunda-feira e o início de junho. Para atrair empregados, a Caixa vai oferecer 9,7 salários, limitados a R$ 480 mil. Esse pagamento será realizado em uma parcela única, sem incidência de imposto de renda e de encargos sociais, junto com as verbas rescisórias.

Os empregados que se aposentarem até o fim deste ano e que aderirem ao programa terão direito a permanecer no plano de saúde do banco. Já os funcionários que saírem poderão ter cobertura por 24 meses, sem possibilidade de prorrogação.

É o primeiro programa de demissão lançado na gestão de Pedro Guimarães, que assumiu o comando do banco no início do ano com foco em “governança e redução de custos”.

Cortes

Nos últimos dois anos e meio, a Caixa realizou três programas de demissão voluntária. Mais de mais de 10 mil funcionários aderiram, gerando uma economia anual de R$ 2 bilhões. Como reflexo dos programas anteriores, a Caixa gastou 3,6% menos com pessoal no ano passado, ou R$ 21,635 bilhões. Somente em 2018, 2.228 empregados deixaram a empresa.

Guimarães pretende cortar R$ 3,5 bilhões em compras no banco. Nos primeiros 20 dias no cargo, ele trocou todos os vice-presidentes, 38 dos 40 diretores e 74% dos 84 superintendentes regionais.

Outra ação na linha de redução de custos anunciada na última quinta-feira, durante transmissão com o presidente Jair Bolsonaro na internet, foi a devolução de parte dos edifícios públicos que a Caixa ocupa. Em Brasília, serão devolvidos dez prédios, de um total de 15, até o fim deste ano. 

Em contrapartida, a Caixa pretende chamar parte das 6 mil pessoas aprovadas em concurso público de 2014. Os funcionários serão contratados pelo regime CLT, sem regime de estabilidade. 

Por Estadão Conteúdo

Posts relacionados

Morre o pai do cantor Leonardo, aos 78 anos, em Goiânia

Redação Remanso News

Notícias da cidade: Bolsa Família começa a pagar nesta quarta benefício com reajuste em Remanso

Redação Remanso News

Ministro determina ampliação da quebra de sigilo fiscal de Aécio

Redação Remanso News

Polícia Civil de São Raimundo Nonato divulga vídeo do suspeito do homicídio que ocorreu esta madrugada e pede à população que ajude na identificação

Redação Remanso News

Juiz condena ex-prefeito de São Lourenço do Piauí a mais de 5 anos de detenção

Redação Remanso News

Dezesseis pessoas são presas em “festa da maconha azul” na Bahia

Redação Remanso News

Deixe um comentário