Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
26.1 C
Remanso, BR
12 de dezembro de 2019
Remanso News
  • Home
  • Esportes
  • Athletico-PR faz 1 a 0 no Inter e abre vantagem na final da Copa do Brasil
Esportes

Athletico-PR faz 1 a 0 no Inter e abre vantagem na final da Copa do Brasil

O Athletico-PR saiu na frente na busca pelo seu primeiro título da Copa do Brasil. Em uma Arena da Baixada praticamente lotada, o time paranaense dominou o Internacional e venceu o jogo de ida da final por 1 a 0, em Curitiba. Bruno Guimarães marcou o único gol da partida, no segundo tempo.

Com o resultado, o Athletico garantirá o título mesmo com um empate no jogo da volta, marcado para a quarta-feira da próxima semana, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Para ficar com o título, o seu segundo na competição nacional, o Inter precisa vencer por dois gols de diferença no estádio onde não perde desde março.

Em casa, o Athletico controlou a primeira partida da final, principalmente na etapa inicial, com quase 80% de posse de bola. Se tivesse criado mais oportunidades no ataque, poderia ter saído de campo com uma goleada. O único gol acabou não refletindo o domínio dos anfitriões.

O Internacional, acuado no primeiro tempo e mais solto no segundo, esteve mais preocupado em se defender. E, nas poucas investidas ao ataque, falhou nas finalizações. Guerrero e Nico López apareceram pouco e foram neutralizados com certa facilidade pela zaga do time da casa.

O jogo

Ainda no embalo da grande vitória sobre o Grêmio, em casa, na semifinal, o Athletico fez valer o apoio da torcida e sufocou o Inter nos primeiros instantes da partida. Durante 10 minutos, só um time jogou nesta noite. Impondo forte pressão, o time da casa não deixou o Inter sair do seu campo de defesa. A equipe gaúcha demorou para se encontrar. O domínio era tal que a equipe paranaense registrava 77% de posse de bola aos 20 minutos.

O Athletico tinha velocidade, volume de jogo e posse de bola, mas não convertia este controle em chances mais claras de gol. Na melhor delas, após boa trama cercando a área, Rony acertou forte chute, que passou rente à trave direita do goleiro Marcelo Lomba.

Mesmo com dificuldade para se encaixar no jogo intenso proposto pelo anfitrião, o Inter conseguiu criar duas oportunidades. Aos 12, Nico López recebeu bom lançamento de D’Alessandro pela esquerda e bateu rasteiro para fora, sem perigo. Também sem maiores ameaças, Edenilson finalizou aos 21, quase na pequena área, sem força.

O foco dos gaúchos estava na defesa. Do outro lado, o Athletico pecava no último passe. Mas o primeiro tempo acabou sem gols mais em razão da falta de objetividade dos donos da casa.

Para o segundo tempo, o Inter voltou com postura mais ofensiva. A ideia era equilibrar as ações no meio-campo, que vinha sendo dominado pelo Athletico. Assim, aos 8, Edenilson quase deu um susto no goleiro Santos.

A resposta do time da casa foi contundente. Aos 12, Marco Ruben tabelou com Bruno Guimarães na entrada da área e o segundo contou com dois erros seguidos da defesa colorada para chutar para as redes.

O gol deu novo ritmo para a partida. Se o Athletico queria aproveitar o momento para marcar o segundo, o Inter acordou para buscar o empate. O confronto ganhou em equilíbrio, com chances para os dois lados e destaque para os goleiros.

O primeiro a brilhar foi Lomba aos 27, quando Roney arrancou pela intermediária e acertou forte chute da entrada área. No reflexo, o goleiro colorado defendeu com a mão direita. Três minutos depois, Santos também fez linda defesa após bate-rebate na pequena área, em oportunidade desperdiçada por Lindoso.

Com Nonato e Rafael Sóbis em campo, o time gaúcho tentou criar problemas para a defesa athleticana nos 15 minutos finais. Mas os anfitriões não demoraram para manter o Inter acuado em seu campo, mesmo sem ampliar a vantagem no marcador.

ATHLETICO-PR 1 X 0 INTERNACIONAL

ATHLETICO-PR – Santos; Khellven, Robson Bambu, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini (Thonny Anderson); Nikão, Rony (Lucho González) e Marco Ruben (Marcelo Cirino). Técnico: Tiago Nunes.

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Patrick e Edenilson (Nonato); D’Alessandro (Rafael Sóbis), Nico López (Wellington Silva) e Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

GOL – Bruno Guimarães, aos 12 minutos do segundo tempo

CARTÕES AMARELOS – Nikão, Khellven e Wellington

ÁRBITRO – Raphael Claus (SP)

RENDA – Não disponível

PÚBLICO – 39.772 pagantes

LOCAL – Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Estadão Conteúdo

Posts relacionados

Esquema de segurança na Copa América preocupa órgãos de SP

Redação Remanso News

Luiz Gustavo Borges sonha com revezamento que deu bronze ao pai

Redação Remanso News

Euller pede atenção para evitar pegadinha em jogo contra o lanterna Galícia

Redação Remanso News

São Januário é interditado e Vasco pode perder até 25 mandos de campo

Redação Remanso News

Mãe de Neymar é atacada por torcedores do Barcelona

Redação Remanso News

Brasil vence Uruguai em amistoso com gol de Neymar

Redação Remanso News

Deixe um comentário