Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
24.3 C
Remanso, BR
14 de dezembro de 2019
Remanso News
  • Home
  • Bahia
  • Rodoviários, médicos, professores e bancários cruzam os braços nesta sexta-feira (28)
Bahia

Rodoviários, médicos, professores e bancários cruzam os braços nesta sexta-feira (28)

Rodoviários, médicos, professores e bancários de varias cidades da Bahia vão cruzar os braços nesta sexta-feira (28), em adesão à greve geral contra as propostas de reforma da previdência e trabalhista. A manifestação acontece em todo o brasil e, na Bahia, os profissionais devem paralisar as atividade por 24 horas.  Os rodoviários começam a parar por volta das 0h da sexta-feira (28). Segundo o Sindicato dos Rodoviários, apenas 30% da frota de ônibus da capital baiana devem circular pela cidade. A redução da frota deve durar 24 horas.

Segundo o Presidente do Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed-BA), Francisco Magalhães, serviços como atendimentos de urgência e emergência de hospitais públicos e particulares continuarão sendo ofertados para a população. Apenas atendimentos considerados eletivos, como consultas marcadas serão suspensas.

Em Salvador, cerca de 70 escolas da rede privada de ensino vão suspender as aulas. E em todo o estado, 120 instituições de ensino devem fechar as portas, segundo Cristina Souto, diretora do Sindicato dos Professores do Estado da Bahia (Sinpro-BA).

O sindicato da APLB anunciou que os profissionais da rede municipal e estadual vão aderir a greve. Já a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC-BA) está orientando os gestores escolares a abrirem as portas das unidades para a comunidade escolar. A pasta informou que, caso as aulas sejam suspensas, os Núcleos Territoriais de Educação se reunirão com os gestores que tiveram as atividades prejudicadas para definir o calendário de reposição das aulas.

Os bancários também paralisam as atividades. Todas as agências bancárias da capital e do interior do estado não vão funcionar. A decisão da categoria é nacional.

O serviço da Companhia de Transporte da Bahia (CTB), que opera os trens entre a Calçada e o subúrbio de Salvador, também vai estar suspenso. A decisão foi tomada pelo Sindicato dos Ferroviários e Metroviários da Bahia e Sergipe.

Segundo o Sindicato dos Comerciários de Salvador, algumas regiões da cidade serão afetadas com a paralisação. De acordo com o presidente Jaelson Dourado, a ideia é que os comerciantes e lojistas fechem as portas durante o trajeto de duas manifestações marcadas para acontecer em frente à Casa Itália, na Avenida Sete de Setembro, e em frente ao Shopping da Bahia, na região do Iguatemi.

Confira algumas categorias que vão parar com as atividades:

Policiais Civis (apenas agentes que estão de folga vão participar das manifestações)

Professores da rede pública de ensino

Trabalhadores em saúde da rede pública

Rodoviários de Salvador e Região Metropolitana

Comerciários de Salvador, Irecê, Itabuna e Ilhéus

Bancários de todas as bases sindicais da Bahia

Metalúrgicos

Servidores do Judiciário estadual e federal

Trabalhadores da construção civil

Técnicos administrativos das universidades federais

Petroleiros

Servidores públicos estaduais.

Com Informações Correio da Bahia

Posts relacionados

IPVA terá redução média de 3,65% em 2019 na Bahia; confira tabela

Redação Remanso News

PR está ficando impaciente com Rui Costa

Redação Remanso News

Roubo de cargas sobe 105% em 6 anos em estradas da Bahia, aponta pesquisa

Redação Remanso News

Casos de dengue na BA crescem 685%; estado não está na lista de prioridade do governo

Redação Remanso News

MPT-BA investiga causa de morte de operários em mina em Sento Sé

Redação Remanso News

Prefeito de Remanso Zé Filho participou da eleição para escolha do novo presidente do Contesf

Redação Remanso News

Deixe um comentário