31.1 C
Remanso, BR
5 de abril de 2020
Remanso News
  • Home
  • Política
  • Bolsonaro pode sofrer impeachment por xingar repórter
Política

Bolsonaro pode sofrer impeachment por xingar repórter

a terça-feira (18), o Presidente da República Jair Bolsonaro fez insinuações sobre o trabalho da jornalista Patrícia Campos Mello, repórter do jornal ‘Folha de S.Paulo’, e causou enorme polêmica pelo tom do comentário.

“Ela queria um furo. Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim”, disse Bolsonaro aos risos na saída do Palácio da Alvorada sobre uma declaração na CPI das Fake News que citava a profissional.

O comentário surgiu após um ex-funcionário de uma agência de disparos de mensagens em massa por WhatsApp, Hans River, dizer na CPI das Fake News no Congresso que a jornalista da ‘Folha’ teria se insinuado sexualmente para obter informações de Bolsonaro. No entanto, o jornal informou que as alegações são falsas e que a profissional teria provas de que River foi quem teria mandado mensagens para a jornalista.

Após o xingamento de Bolsonaro, a ‘Folha de S.Paulo’ emitiu nota informando que “o presidente da República agride a repórter Patrícia Campos Mello e todo o jornalismo profissional com a sua atitude”. “Vilipendia também a dignidade, a honra e o decoro que a lei exige do exercício da Presidência”, diz o texto.

Com a repercussão do caso, o jurista Miguel Reale Jr., autor dos pedidos de impeachment contra Collor e Dilma, comentou o assunto e disse que Bolsonaro pode sofrer impeachment. 

Em entrevista para a revista ‘Veja’, Reale Jr. disse que a forma como Bolsonaro se referiu à repórter fere o decoro presidencial e permite que um processo de impeachment seja aberto contra ele. “Bolsonaro desrespeitou a jornalista, a mulher e o ser humano. É algo que ofende mais profundamente a dignidade humana, e não só o decoro. Sem dúvida, isso se enquadra como crime de responsabilidade”, afirmou.

O jurista disse que embora veja a possibilidade de Bolsonaro perder o mandato, que não formulará nenhuma representação contra o presidente. “Já redigi o [pedido de impeachment] do Collor e o da Dilma. Agora quero assistir ao do Bolsonaro”, finalizou.

Fonte: NMB

Posts relacionados

TSE mantém indeferimento do registro de candidatura de Isaac Carvalho que buscará novos recursos

Redação Remanso News

Registro da candidatura de Isaac Carvalho deve ser julgado até segunda-feira (17)

Redação Remanso News

Mensagem de Natal e Ano novo de Isaac Carvalho e família

Redação Remanso News

Trabalho de Moro ‘me ajudou a crescer politicamente’, diz Bolsonaro

Redação Remanso News

Mensagem de Natal e Ano Novo do deputado Reinaldo Braga e família

Redação Remanso News

Vereador declama poema em defesa da classe política; veja

Redação Remanso News

Deixe um comentário