Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
27.3 C
Remanso, BR
24 de janeiro de 2019
Remanso News
  • Home
  • Destaque
  • Custo de vida para famílias com até 2,5 salários mínimos sobe 0,32% em dezembro
Destaque

Custo de vida para famílias com até 2,5 salários mínimos sobe 0,32% em dezembro

No acumulado, o Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 acumulou alta de 4,17% no ano de 2018

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1) subiu 0 32% em dezembro, após a queda de 0,25% registrada em novembro, informou nesta sexta-feira (04) a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Esse indicador é usado para mensurar o impacto da movimentação de preços entre famílias com renda mensal entre 1 e 2,5 salários mínimos. Com o resultado, o índice acumulou alta de 4,17% no ano de 2018.

Em dezembro, ele ficou acima da variação da inflação média apurada entre as famílias com renda mensal entre 1 e 33 salários mínimos, obtida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que teve alta de 0,29% no mês. No acumulado em 2018, a taxa do IPC-BR foi superior, aos 4,32%.

Alimentos

As famílias de baixa renda gastaram mais com alimentação em dezembro, o que pressionou a inflação medida pelo índice.

Seis das oito classes de despesa registraram taxas de variação mais elevadas: Habitação (de -1,10% em novembro para 0,10% em dezembro), Alimentação (de 0,34% para 0,83%), Saúde e Cuidados Pessoais (de -0,17% para 0,29%), Vestuário (de 0,14% para 0,70%) Educação, Leitura e Recreação (de 0,27% para 0,66%) e Despesas Diversas (de 0,03% para 0,09%).

Os destaques foram os itens tarifa de eletricidade residencial (de -6,04% para -1,05%), laticínios (de -4,76% para -3,19%), artigos de higiene e cuidado pessoal (de -1,10% para 0,36%), roupas (de 0,29% para 0,87%), passeios e férias (de 2,92% para 4 41%) e alimentos para animais domésticos (de 0,16% para 0,67%).

Na direção oposta, as taxas foram mais baixas nos grupos Transportes (de -0,42% para -0,52%) e Comunicação (de 0,07% para -0,02%), sob influência de itens como a gasolina (de -2,96% para -4,43%) e pacotes de telefonia fixa e internet (de 0,63% para 0 00%).

Por Estadão Conteúdo

Posts relacionados

Contas de luz terão bandeira vermelha no patamar dois em junho

Redação Remanso News

Governo zera imposto de importação para vacina contra o vírus do HPV

Redação Remanso News

Remanso: Convenção do PSD confirma Zé Filho candidato a Prefeito e João Neto Vice

Redação Remanso News

Baixo nível do São Francisco afeta município de Remanso

Redação Remanso News

Loteamento Vivendas dos Pássaros, na saída pra Pilão Arcado

Redação Remanso News

Em discurso na FAO, em Roma, Lula defende programas e critica imprensa brasileira

Redação Remanso News

Deixe um comentário