Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
32 C
Remanso, BR
26 de fevereiro de 2020
Remanso News
  • Home
  • Esportes
  • Ítalo Ferreira bate Gabriel Medina e é o primeiro nordestino a vencer o mundial de surfe
Esportes

Ítalo Ferreira bate Gabriel Medina e é o primeiro nordestino a vencer o mundial de surfe

O potiguar Ítalo Ferreira da pequena cidade de Baía Formosa é o primeiro nordestino a ser campeão mundial de surfe. É o quarto título do Brasil, que levantou o caneco em 2014 e 2018 com Gabriel Medina, e em 2015, com Adriano de Souza. Ítalo venceu Gabriel Medina na etapa de Pipeline, no Havaí.

Ao levantar o troféu no Havaí, cravou seu nome no rol de campeões e barrou o rival no sonho do tricampeonato. No ranking final da competição, Ítalo ficou com 59.740 pontos e Gabriel Medina vem logo atrás, em segundo lugar com 56.475.

“É o meu sonho, o sonho de toda a minha vida! Eu dediquei toda a minha vida para chegar neste momento. Meu tio e a minha avó morreram recentemente e eu dedico a eles. Eu não posso acreditar!”, disse o campeão após o título.

O potiguar Ítalo Ferreira da pequena cidade de Baía Formosa é o primeiro nordestino a ser campeão mundial de surfe. É o quarto título do Brasil, que levantou o caneco em 2014 e 2018 com Gabriel Medina, e em 2015, com Adriano de Souza. Ítalo venceu Gabriel Medina na etapa de Pipeline, no Havaí.

Ao levantar o troféu no Havaí, cravou seu nome no rol de campeões e barrou o rival no sonho do tricampeonato. No ranking final da competição, Ítalo ficou com 59.740 pontos e Gabriel Medina vem logo atrás, em segundo lugar com 56.475.

“É o meu sonho, o sonho de toda a minha vida! Eu dediquei toda a minha vida para chegar neste momento. Meu tio e a minha avó morreram recentemente e eu dedico a eles. Eu não posso acreditar!”, disse o campeão após o título.

Aos 25 anos, Ítalo Ferreira passa a fazer parte do seleto grupo dos campeões mundiais, que também já conta com o próprio Gabriel Medina (2014 e 2018) e Adriano de Souza, o Mineirinho (2015).

O potiguar foi eleito “o estreante do ano” na temporada de 2015 e por muito pouco não esteve na briga pelo título mundial daquele ano, quando conseguiu a sétima colocação no fim da temporada. Desde então, se manteve na elite e se firmou como um dos grandes nomes do surfe mundial.

Confira os confrontos de Ítalo em Pipeline:

Oitavas 

Ítalo Ferreira (BRA) 11.84 x 8.04 Peterson Crisanto (BRA) 

Quartas

Ítalo Ferreira (BRA) 15.66 x 13.50 Yago Dora (BRA) 

Semi

Ítalo Ferreira (BRA) 14.77 x 2.57 Kelly Slater (EUA)

Final 

Ítalo Ferreira (BRA) 14.00 x 12.94 Gabriel Medina (BRA)

DN

Posts relacionados

Final com torcida única tem grande procura de ingressos por parte dos torcedores do Bahia

Redação Remanso News

Bahia engrena no 2º tempo e consegue vencer Ceará de virada; Veja gols

Redação Remanso News

Técnico foca em evolução para conquistar confiança

Redação Remanso News

Neymar Jr. brinca com novo visual de Alexandre Pato: “Ridículo”

Redação Remanso News

Fórmula 1: Hamilton faz a pole e Massa larga em sétimo no GP da Austrália

Redação Remanso News

Neto da Chapecoense não sabe de tragédia e pergunta sobre jogo contra Atlético

Redação Remanso News

Deixe um comentário