21.1 C
Remanso, BR
18 de julho de 2024
Remanso News
  • Home
  • Destaque
  • Procon De Juazeiro Realiza Pesquisa De Preços De Material Escolar
Destaque Juazeiro

Procon De Juazeiro Realiza Pesquisa De Preços De Material Escolar

Com o início do ano e a proximidade de volta às aulas, o Procon de Juazeiro, órgão vinculado à Prefeitura Municipal, realizou uma pesquisa de preços dos materiais escolares. Mais de 280 itens que compõem a lista de materiais de escolas integraram a pesquisa, a exemplo de cadernos, lápis, mochilas, estojos, canetas, entre outros. A proposta da pesquisa de preços do Procon é orientar os pais na hora da compra do material escolar.

De acordo com o coordenador executivo do Procon de Juazeiro, Carlos Macedo, a pesquisa foi realizada no dia 9 deste mês e a equipe do órgão percorreu cinco estabelecimentos. “A pesquisa serve para ajudar os pais na hora da compra destes materiais, dando parâmetros para que eles possam economizar, comprando nos locais com preço melhor. É importante que os pais façam pesquisa em vários estabelecimentos, na internet e planejamento para a compra”, explicou Carlos Macedo. A lista completa da pesquisa em anexo.

Dicas e Recomendações

Além da pesquisa, o coordenador do Procon também ressaltou algumas dicas valiosas que podem ajudar na hora da compra do material escolar, tais como planejamento e pesquisa nas lojas físicas e virtuais, compra com antecedência para encontrar preços mais viáveis e analisar com mais calma, agrupamento de pais para compra coletiva que proporciona poder maior de barganha nos preços. “Os pais também precisam ter em mente a respeito da utilização das sobras de materiais do ano anterior e a compra de livros usados”, disse Carlos Macedo. Importante destacar que produtos com marcas licenciadas têm preços mais altos.

O que não pode

O Procon de Juazeiro também orienta que o material escolar pode ser entregue conforme cronograma escolar; a escola não pode cobrar produtos de uso coletivo, tais como produtos de higiene, limpeza, materiais de escritório, pincéis de lousa, por exemplo; as escolas não podem obrigar que os pais comprem determinada marca ou que a compra seja, obrigatoriamente, realizada na escola ou em determinada loja; a escola não pode cobrar taxa de material se não der alternativa da compra de material pela lista.

Também é proibido que a escola cobre taxa para uso de água e energia elétrica. “É bom lembrar que o que sobrar do material entregue deve ser devolvido no final do ano. Além disso, as instituições de ensino têm obrigação legal de apresentar o plano pedagógico vinculado com a lista de itens do material escolar e os pais devem observar se os itens comprados têm o selo do Inmetro”, disse. Para compras fora do estabelecimento comercial (internet ou telefone), o consumidor tem um prazo de 7 dias contados a partir do recebimento do produto para desistir da compra.

Denúncias

Podem ser feitas através do número (74) 3611-0109 ou presencialmente na sede do Procon, de segunda à sexta-feira, das 8h às 14h, localizada à Rua Minas Gerais, nº 46, 4º andar, Edifício Centro Médico e Empresarial Renato Cerqueira, bairro Santo Antônio, vizinho à Galeria Rio Fitness.

Ascom PMJ

Publicidade

Posts relacionados

31 de janeiro terá superlua, lua azul e lua de sangue na mesma noite

Redação Remanso News

Pesquisa revela que 73% dos juízes recebem salários acima do teto constitucional

Redação Remanso News

Homem se entrega a polícia após matar o próprio pai em Remanso

Redação Remanso News

Gás de cozinha tem segundo aumento seguido

Redação Remanso News

Brasil renova acordo comercial automotivo com Argentina até 2020

Redação Remanso News

Terminou nesta segunda-feira (15) o prazo de registro de Candidaturas, Zé Filho e Tony Ávila são os únicos candidatos em Remanso registrados no TSE

Redação Remanso News

Deixe um comentário