21.1 C
Remanso, BR
18 de julho de 2024
Remanso News
  • Home
  • Política
  • Ministro Wellington Dias representará o Brasil em Cúpula Global de Segurança Alimentar, em Londres
Política

Ministro Wellington Dias representará o Brasil em Cúpula Global de Segurança Alimentar, em Londres

Wellington Dias, Ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, estará presente na conferência “Cúpula Global de Segurança Alimentar: Rumo à Fome Zero e ao Fim da Má-Nutrição”, um evento organizado pelo Reino Unido. A conferência, que ocorrerá em Londres na segunda-feira (20/11), contará com a presença de líderes e especialistas internacionais, com o objetivo de intensificar os esforços coletivos para alcançar o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável n. 2, que visa erradicar a fome e a má-nutrição.

Wellington Dias
  • A Cúpula terá a participação do primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, e contará com a participação de 200 representantes de todo o mundo. Entre eles, ministros a outras autoridades de desenvolvimento, saúde e agricultura, além de especialistas em políticas públicas, cientistas, organizações da sociedade civil, instituições multilaterais e o setor privado. Entre alguns destaques estão o Presidente da Somália, Hassan Sheikh Mohamud, o Ministro de Agricultura de Moçambique, Celso Correia, a Ministra de Ambiente e Clima dos Emirados Árabes, Mariam Almheiri, a Secretária Geral Adjunta das Nações Unidas, Amina Mohammed, e os Diretores Gerais da FAO e da OMS, Qu Dongyu e Tedros Ghebreyesus.

    Segundo o ministro Wellington Dias, o principal objetivo de sua participação, além de apoiar a iniciativa do Reino Unido, que está, em linha com as prioridades do Presidente Lula, é angariar apoio e gerar impulso internacional para a continuidade dos esforços de luta contra a fome e a pobreza que ganharão corpo durante a Presidência brasileira do G20, grupo dos países desenvolvidos e em desenvolvimento altamente relevantes para a governança internacional. Em dezembro próximo, o Brasil assumirá pela primeira vez a presidência do bloco.

    “O Presidente Lula definiu o combate à fome, à pobreza e à desigualdade como sua prioridade número um para a Presidência do G20. Por isso, estamos colaborando com o Ministério das Relações Exteriores, o Ministério da Fazenda e demais áreas de governo para compor uma Força Tarefa do G20 com a missão de constituir uma Aliança Global contra a Fome e a Pobreza”, declarou Dias.Como representante brasileiro, o ministro Wellington Dias participará ativamente das discussões em Londres. Juntamente com a Secretária-Geral Adjunta das Nações Unidas e o chanceler britânico, David Cameron, Dias fará intervenção na sessão de encerramento da cúpula, quando irá orientar as atenções para a proposta brasileira de constituição da Aliança Global. Participará também como orador da sessão sobre prevenção de crises de fome, quando irá contribuir com a expertise brasileira sobre o tema e a experiência em proteção e assistência social em resposta e prevenção a desastres e calamidades. O ministro irá, ainda, participar de reuniões bilaterais com representantes de países e organizações participantes do evento.

    A “Cúpula Global de Segurança Alimentar: Rumo à Fome Zero e ao Fim da Má-Nutrição” terá seu foco em quatro pilares, considerados essenciais para a segurança alimentar e nutricional:

    Redução das mortes evitáveis de crianças: Esta vertente visa combater a desnutrição infantil, destacando-a como uma ameaça evitável à vida e ao potencial das crianças.

    Ciência e Tecnologia para o Avanço na Segurança Alimentar: Reconhece-se o potencial da inovação agrícola para impulsionar o crescimento no Sul Global, reduzir os preços dos alimentos e promover dietas mais saudáveis.

    Prevenção de crises de fome: Enfatizando a importância de antecipar e mitigar as crises previsíveis que impactam a segurança alimentar, considerando que apenas 1% do financiamento humanitário global é alocado antes desses eventos.

    Construção de um sistema alimentar sustentável e resistente ao clima: Destacando a necessidade crucial da agricultura sustentável para garantir a segurança alimentar, dietas saudáveis e a sustentabilidade dos meios de subsistência e rendimentos nacionais.

    A cúpula de Londres é organizada pelo Reino Unido, em parceria com a Somália e os Emirados Árabes Unidos e, também, patrocinada pela Children’s Investment Fund Foundation e pela Bill & Melinda Gates Foundation.
  • Fonte: 180 Graus   

Posts relacionados

Análise de contas de governos deve ser prioridade no Congresso Nacional

Redação Remanso News

O dia da ira: PMDB faz alerta ao PT e lembra que tem força no cenário nacional

Redação Remanso News

Presidente do TSE afirma em processo que Lula está inelegível

Redação Remanso News

Eleições 2020: prazo final para registro de candidatos vai até 26 de setembro

Redação Remanso News

Um a cada três eleitos no Congresso teve dinheiro da JBS

Redação Remanso News

Criador e criatura

Redação Remanso News

Deixe um comentário